Jornalista, atriz, cantora, compositora e performer, Marta Aurélia é uma artista com mais de 30 anos de carreira que transita com desenvoltura entre as linguagens e atualmente desenvolve trabalhos na arte experimental e arte híbrida.

No cinema teve sua primeira experiência em “Luzia Homem” (1988), de Fábio Barreto. No papel da beata Maria de Araújo em “Milagre em Juazeiro” (1999), longa de estreia de Wolney Oliveira, ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival de Brasília. Como protagonista atuou no curta “Francisca Carla” (2012/2018), de Natal Portela, que teve no elenco Ney Matogrosso e Elke Maravilha. Participou do curta “Marco” (2019), de Sara Benvenuto, que correu festivais pelo Brasil, e está em “Cabeça de Nêgo”, de Déo Cardoso, premiado no Cine Ceará em 2020 como Melhor Longa-metragem da Mostra Olhar do Ceará. O filme entra em cartaz nos cinemas no dia 21 de outubro.

A artista acaba de protagonizar o filme “Circuito”, de Alan Sousa e Leão Neto, e integra a equipe performática e musical do projeto “Resumo da Ópera”, com os grupos Teatro Máquina e No Barraco da Constância Tem! Os dois trabalhos são inéditos.

Desde que começou a cantar canções indígenas do povo Tremembé de Almofala (anos 1990), Marta Aurélia vem, paulatinamente, se colocando mais ao lado das lutas dos povos originários, algo que se intensificou nesses anos de pandemia com participação em grupos, eventos e lives, além de ter criado a série Janela da Alma, com foco em temas relacionados aos povos originários, realizada atualmente em parceria com a revista cultural Lugar Artevistas, no Youtube.

Atualmente investe no projeto Casa D’Aurélia, que investiga a estreita relação entre arte e vida e consiste em morar em temporadas com outros artistas, cada uma marcada por produções artísticas, intensificadas durante a pandemia. Na área musical, prepara-se para lançar dois singles, Tectônica e Sub-repticiamente, produzidos pelo Estúdio Orelha, do músico e produtor Caio Castelo. Em novembro deste ano fará um show especial no Theatro José de Alencar, celebrando seus 60 anos de vida e arte.

Formada em jornalismo e especialista em teorias da comunicação e da imagem (UFC), Marta Aurélia trabalhou por 30 anos na Rádio Universitária FM, como locutora e produtora de programas musicais e jornalísticos, tendo trabalhado também em assessorias de comunicação para outras instituições e eventos, inclusive Cine Ceará. É pesquisadora da voz e do corpo na perspectiva da arte, saúde e autoconhecimento. Guttur, Meditvox e Acesa são projetos experimentais a partir de suas investigações com a voz, o corpo e a palavra, a música, sons e ruídos vários em busca de uma protovoz e de compreender e (re)inventar sua própria presença no mundo.

Nosso Canal do YouTube

Lei de Incentivo à Cultura
Apresentação
SP Combustíveis
Patrocínio Vip
Canal Brasil
Piraquê
Patrocínio
Canal Brasil
Piraquê
Piraquê
Prefeitura de Fortaleza
Agradecimento
Enel
Exibidor Oficial
Canal Brasil
Apoio Institucional
O Povo
Vida & Arte
TVC
Casa Amarela Eusélio Oliveira
Universidade Federal do Ceará
Instituto Dragão do Mar
São Luiz
Cinema do Dragão
Dragão do Mar
Esse Projeto é apoiado pela Secretaria Estadual de Cutura
Ceará Cultura
Governo do Estado do Ceará
Apoio Cultural
Unifor
Cegás
Diário do Nordeste
Apoio
Nanda Aluga
Dikoko
Frosty
Colmeia
Realização
Associação Cultural Cine Ceará
Bucanero Filmes
Bucanero Filmes
Bucanero Filmes
Bucanero Filmes